Revanche digital!

Como se dar bem com o sinistro vírus Sircam

Mundo moderno tem detalhes irritantes. Vírus de computador, por exemplo: todo mundo já teve seu computador atacado por um. Sua vida se transforma num inferno, você tem que ficar passando anti-vírus semanais, fazendo atualizações e o pior: tem que mandar aquele e-mail humilhante para os seus amigos avisando que você passou vírus para todos eles. Isso, sem dúvida, é a parte mais dolorosa.

O último deles, o tal do W32Sircam, parece ser o mais sinistro de todos. Não pelo que causa no seu computador, não por atacar a sua máquina e transformar suas economias de toda uma vida num computador inutilizado.  Mas porque ele pega seus arquivos que ficam na pasta Meu documentos e os envia, como bem quer, a um nome qualquer do seu catálogo de endereços. Privacidade, nunca mais. De um dia para outro, começamos a receber e-mails com arquivos atachados com nomes como Planillha de dívidas, Lista de convidados da suruba ou ainda Modelos de vibrador.doc. Um horror! Perder todos os seus programas e ter seu hard-disk carcomido é fichinha do lado de ataques muito mais cruéis como este, de ter a sua intimidade distribuída por aí sem cerimônias. Mais do que um livro, sua vida é uma pasta de Meus Documentos aberta. Pânico total no mundo digital.

Imagina você, tentativa de poeta frustrado, que escreveu algumas rimas pobres num dia de pouca inspiração. E de repente, aquela garota que você é meio a fim recebe um e-mail seu com um poeminha tipo nosso amor é como a flor, com certeza tem sabor! Não só ela vai te odiar por ter sido contaminada pelo vírus, como vai espalhar para o mundo inteiro que você é um poetinha de quinta! Argh! Ou então, você está fazendo aquele trabalho frela escondido do chefe, aquele trabalho que vai salvar o seu orçamento no fim do mês…. E o chefe recebe o arquivo. Ou seja, com o Sircam, tudo acaba em choro. E nem estamos entrando nos detalhes de que – indiretamente- estamos pagando a viagem para a Disney  e a faculdade dos filhos do homem do suporte!

Apavorada como o tal vírus dias desses, tive uma idéia ótima. O vírus Sircam pode ser usado a nosso favor! Sim! Na verdade, não é o vírus e sim uma farsa arquitetada com gosto. Saiba, a seguir, como dar o Golpe do Sircam.

OGolpe do Sircam é um método simples para você mandar mensagens subliminares para pessoas, sem que elas saibam da sua intenção. Se declarar para um pretê, dar um toque para o seu funcionário que periga de ser demitido, ganhar um aumento. Com o golpe, tudo não passa de um acaso da informática!

Passo 1 –  A primeira providência, depois de escolher a vítima, é abrir o seu Editor de textos e escrever uma mensagem. Vejamos nos casos acima citados:

Para o pretê: Uma carta para uma amiga, falando como você está a fim dele, que acha ele tudo, que morre de tesão mas que não sabe como se aproximar. Também escreva como os homens não saem do seu pé e que o Beck andou te ligando, mas você prefere o tal pretê mil vezes!

Para o funcionário: Uma carta para o seu chefe superior defendendo o tal funcionário, falando como ele é exemplar. Mas que, ao mesmo tempo, você sabe que ele tem cometidos erros graves e não sabe como fazer. E junto, uma lista de outras pessoas que poderiam ocupar bem o cargo. Com telefone.

Para ganhar o aumento: Uma carta em inglês para uma empresa gringa do tipo: fiquei muito feliz com a proposta, mas não pensava em deixar o Brasil. Ao mesmo tempo, o mercado por aqui anda muito ingrato e você queria esclarecer alguns pontos. O salário é mesmo de U$ 10 mil? E além disso eu terei carro, celular, gasolina, casa e computador por conta da firma? É verdade que a sua empresa tem um convênio com a Miu-Miu e os funcionários podem comprar roupas a preço de custo?

Passo 2 –  Salve o arquivo com um nome que denuncie seu conteúdo. Algo que atice a curiosidade do alvo. Como Pedrogato.doc, Substituiçãofuncionario.doc, propostaemprego.doc. Uma isca….

Passo 3 –  Anexe o arquivo num e-mail e enderece ao pretê, funcionário e chefe. E no corpo da mensagem, escreva a mesma do vírus. Algo como: Hello, Please read the attachment…. Vocês sabem qual é, pois meio mundo já recebeu o tal vírus. E envie!

Passo 4 –  Dois dias depois, mande um e-mail com um remente não identificado para os mesmos, mas algo bem impessoal: Amigos, meu computador estava com um vírus e acho que posso ter infectado a todos vocês. Peço desculpas, já tomei as providências….. E por favor, deletem os arquivos enviados que eram de conteúdo pessoal….

Ai, querida, é só partir para o abraço. Claro que os tolinhos morderam a isca. Pois mais vale um computador destruído do que ficar sem saber um segredo do alheio!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s