Eu vi o Ross! (baseado numa história real)

O relato de uma mulher que viu de perto… DEUSSabe aquela teoria dos graus, segundo a qual você está no mínimo a oito graus de distância de alguém. Pois morram de inveja! Eu estou a dois graus do Ross. Isso mesmo, ele, o nosso ídolo de Friends. Tudo porque minha amiga (e agora ídola) Inês Vergara simplesmente VIU o Ross em Nova York. Quando ela tinha viajado, eu já tinha implorado: SE VOCÊ VER O ROSS NA RUA, ME LIGUE DO ORELHÃO. E ela viu o Ross, experiência que dividirá com vocês, sortudos leitores deste matutino!
É verdade que a senhorita viu o Ross?
Sim, é verdade.
Onde e como foi?
Eu estava indo para o meu trabalho na W. 54th St. e ele estava na esquina entre a W. 53rd e a B.way indo dar uma entrevista no programa do Letterman. (N.R.: Que luxo! Nós simplesmente também adoramos o programa do Letterman!)
Ele estava sozinho? Com alguém? Ai, meu deus, quem?!
Estava… Porque também, se não estivesse, eu não me responsabilizaria pela vida desta fulana! (N.R.: Sim, mulheres poderiam ataca-la de inveja. Ou, as mais boazinhas, jogariam mau-olhado, mesmo que fosse sem querer. Logo, a acompanhante começaria a sentir uma estranha dor no baço… O médico lhe daria três meses de vida!)
Pelo que a senhorita pode perceber, Ross é blasé ou é tipo um cara legal?
Ele parecia meio tenso porque eles iam gravar uma cena na rua onde ele fazia um test drive num porsche conversível. Mas é óbvio que ele é um cara legal! Tem que ser!
“Uma coisa importante..
Qual era o modelo de Ross? Se é que você se lembra…
Se é que eu me lembro??? Você não está entendendo!!! Eu posso te dizer em detalhes! Ross vestia uma calça preta, t-shirt preta e um paletó de couro preto ….estilo vitrine outono/inverno da Prada. (N.R.: Nossa, como diria Cláudia Lima: LUXO, SUCESSO, GLAMOUR!)
Você fez cara do tipo   Oh, meu deus, é o Ross!! Ou conseguiu disfarçar?!
Enquanto estava parada na frente dele na rua eu fiquei sem reação…E olha que eu tinha ensaiado o que eu diria para ele quando o encontrasse (estilo Lucia McCartney). (N.R. Que referência culta! Luxo!) Mas depois, quando ele terminou de gravar e foi indo embora, começou a me dar um desespero de nunca mais estar perto de Ross again.
Você sentiu vontade de segui-lo na rua, tipo uma louca ( Sorry, é porque isso que iríamos fazer!!! Achamos cafona olhar com cara de choque para artistas e por isso fingimos que nem ligamos. Mas neste caso…)
Primeiro eu dei uma acelerada básica no passo atrás dele. O que em Manhattan não tem muito problema porque todo mundo anda muito rápido na rua, quase uma marcha atlética. Mas quando eu me dei conta, estava correndo atrás do cara desesperada: Ele tem que saber que eu existo!.Ele tem que me ver . Durante essa corrida eu já estava selecionando minhas madrinhas de casamento, a cor do vestido, onde eu iria colocar minhas lista de presentes e onde passaríamos a lua de mel…
“Você ficou tensa?!  ”
No começo não…mas quando eu percebi que era claro que éramos feitos um para o outro e só ele ainda não sabia disso…eu fiquei tensa…eu tinha que deixar isso claro para aquelas mulheres que estavam por ali..Aliás um outro grupo também se aglomerava. Mas eram os fãs da Bjork, que também estava no Letterman. Também tinha o Jack Hanna que vai toda semana mostrar leões e tigres incríveis, mas não tinha ninguém para ver o cara. (N.R.: Coitado… Mas, convenhamos. Who cares?)
E quando o Ross se foi, você sentiu um vazio interior?
Tudo perdeu o sentido e madrinha de casamento voltou a fazer parte do vocabulário daquelas amigas de Comunicação da PUC que me ligam  todos os meses para me convidar para chás de panela e me lembrar que eu ainda não tenho noivo e tenho alguns meses para arrumar um namorado que me acompanhe à festa de casamento.
No que a sua vida mudou, depois do Ross? (Sim, a partir de agora Inês pode dividir sua vida em A.R e D.R. Tipo Antes de Ross e Depois de Ross!)
Por enquanto só mudei para a Califórnia. Mas a gente tá pensando em voltar para Manhattan com a chegada do bebê. Isso se o Dave não assinar para outra temporada de Friends….
02 Neurônio vem através deste comunicado anunciar a criação da seita fanática Ross IS KING, Ross is GOD! E declarar que Inês Vergara é nossa top-pastora, nossa profeta básica! Afinal, como ela mesmo diz, num tom profético: Fui em Nova York e não fui na Prada. Mas eu vi o Ross!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s