Inferno nos trópicos

Com esse calor, tudo perde o glamour e vira tortura…até fazer sexoTodo ano é igual. Chega dezembro, janeiro, fevereiro. Paraíso tropical para alguns. Inferno na ” terra para outros. Existe algo menos glamouroso que o calor? Poucas coisas. Turistas pensam em ninfos tropicais maravilhos, sucos de fruta e baseados ótimos. OK. Mas isso, a bem da verdade,
só acontece quando estamos de férias. Na verdade, só acontece quando estamos na praia, o que é raro. No mínimo, bem mais do que a gente gostaria.
O resto do tempo é um inferno. Literalmente. O make derrete. As roupas grudam e qualquer agarro deixa de ser só bom. Sexo sem ar condicionado?
haja vontade! Qualquer coisa que faça suar mais, pri ncipalmente em lugares como o Rio de Janeiro, vira uma espécie de tortura. Estou sofrendo de falta de romantismo? Pode ser, mas estou sendo realista. Quando estamos sem amar ninguém, o que é meu caso,
sempre ficamos extremamente realistas (uma das poucas vantagens das almas geladas).
Até uma coisa simples, como sair para dançar, fica insuportável. A pergunta em vez de ser a tradicional quem tava vira o menos glamouroso _ tinha ar-condicionado? Viramos todos uns malucos que só sabem falar
sobre o tempo e reclamar do calor. Até parece que a gente está sem assunto.
Para mim tudo é um pouco mais terrível porque eu tenho quedas de pressao. Tá, eu sei que parece papo de mulherzinha. E até é. O fato é que quando está muito calor e eu saio na rua, corro o risco de desmaiar. Tem coisa mais ridícula? Fico tonta, a vista fica enevoada. Se eu estiver nervosa por causa de um pretendente, corro o risco de juntar isso com o treco e cair no meio da rua de fato.
Nessa época, estamos sempre com cara de loucas. O suor escorre pela testa, vamos limpar e ficamos descabeladas e grudadas. Muito difícil brincar de seduzir alguém em tal estado. E também difícil ser seduzida por um cara suado. Sim, eu sou brasileira, carioca, nascida em Botafogo, moradora de Laranjeiras…
mas sou fraca, tal qual as histéricas de Proust. O calor me cansa. Do trio samba, suor e cerveja… sinceramente, só “gosto de samba. O resto, que fique para os outros. Prefiro frio e café.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s