Get short hair!

Como cabelos curtos podem mudar sua vidaTomara que caia litros de kibôa (aquela cândida que acaba com qualquer coisa!) em todas essas modelos com seus cabelões eternos, que por mais que passem os anos, sempre estão compridos e iguais. E que caia mais bons litros do fedido alvejante na cabecinha de todos os aborígenes (à la Dois Neurônio) que veneram cabelo comprido e teimam em achar que a maioria das mulheres de cabelo curto é bolacha (lésbicas, na gíria GLS).
Não, não sou uma skinhead tampouco tenho o cabelo horrível e invejo quem pode deixar comprido. O fato é que estou cheia desse padrão feminino de beleza, estilo revista Nova, onde mulheres cabeludas posam de diva.
Resolvi não ser mais uma no bando. Cortei meu cabelo ultracurtinho na última terça-feira e estou pensando seriamente em montar o Fã Clube Get Short Hair!. Confesso que nunca cortei meu belinho (forma carinhosa como chamo meu cabelo) acima do ombro por medo desta convenção.
Mas aí comecei a namorar com um cara tudo de bom e de cabeça anticonvencional. Ao contrário da maioria dos machos, ele acha supersexy mulher de cabelo curto. Aliás, a expressão short hair é dele. Tá, tá, foi um pouco por influência dele que cometi o delito…Mas confesso que sempre tive vontade de fazer essa loucura. Só que agora foi mais fácil realizá-la pois eu sabia que ele me apoiaria. (meu Deus isso tá parecendo depoimento dos A.A….)
O que importa, meninas, é que ser short hair é tudo de bom. Sinto-me uma dessas heroínas modernóides de game, sabem? Dá pra deixar o cabelo arrepiadinho, num estilo Madonna (minha ídala!!!), deixar ele para trás com gel, numa linha mais comportada, usar um montão de presilhinhas na franja, enfim, ao contrário do que muita gente pensa, dá pra variar bastante.
E por mais trash e idiota que isso pareça, adotando o visual short hair você mostra que tem personalidade, coragem e ousadia. É quase como pular de bungee jump. Você pensa, pensa, pensa…respira fundo e faz! E prova pra todo mundo que você pode.
É claro que, se você ainda mora com seus pais e eles forem tão conservadores como os meus, terá de ouvir coisas uó do tipo: Vc tá parecendo um homem! ou Confesse, filha, vc está usando drogas?. Mas isso você tira de letra. Empine o nariz, dê uma arrepiadinha na sua minifranja e mostre a eles que você é diferente!
Se estou tendo aprovação da ala masculina? Mais do que vocês imaginam, queridas. A grande maioria continua querendo as cabeludas, mas tenho recebido muitos elogios e olhares desde que adotei o novo visual. E o mais legal é que são de caras com um visu moderno também, que evoluiram e sabem que mulher pode ser muito feminina sem uma vasta cabeleira. Fora que meu namorado amouuuuuuuuuuuu!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s