Etiqueta numa orgia de carnes

Como se comportar num rodízio
É preciso boas maneiras em vários locais. Até mesmo numa orgia de carnes. Não uma orgia com as carnes do alheio (se bem que até nessas situações é bom saber como se comportar). Mas estou falando de uma churrascaria. Um lugar com todos os tipos de carne, garçons insistentes e buffet de saladas e comidas bizarras.
Da última vez que fui a uma churrascaria (ontem), coisas estranhas aconteceram. Um ator da Praça é nossaestava sentado na mesa ao lado. Fiquei discutindo com o meu pretê que ele não era o tal ator. Inclusive ficamos olhando para o homem, que estava numa mesa com duas crianças barulhentas e um casal meio gordo. Quando eles foram embora, o maitre falou pro garçom: Aquele ator era da Praça é nossa. E eu tive que morder minha língua.
Além disso, a gente achou que estava sendo alvo de uma pegadinha. Porque tinha uma espécie de armário encostado ao lado da nossa mesa, onde todos os garçons vinham guardar pratos, talheres e toalhas. Depois que uns três garçons vieram e ficaram arrumando coisas praticamente encostados na gente, achamos que com certeza estávamos fazendo parte de uma pegadinha e começamos a fazer sinal de fuck of para as paredes (onde provavelmente estavam as câmeras escondidas). A paranóia só passou quando empurramos o armário para perto de outra mesa.
Por isso, algumas dicas são de grande utilidade.
–    Nunca, em hipótese alguma, beba o aperitivo que eles oferecem na entrada. Além de ser horrível, é caríssimo. E deve ser feito de licor de jurubeba, o que pode ser extremamente perigoso para a sua barriga.
–    O buffet vai ter coisas incríveis, saladas exóticas, pratos frios com frutos do mar e em alguns lugares até sushi. Mas tente se conter. Afinal, se você se entupir de polvo a vinagrete, não vai conseguir comer o seu objetivo: quilos e quilos de picanha!
–    Antes de entrar no item carnes, vamos falar dos acompanhamentos. Nada de comer batatas fritas gordurosas e arroz parborizado. Deixe a sua fome para a costelinha!
–    Bom, em todas as churrascarias existem umas engenhocas que eles deixam em cima da mesa para você botar na opção verde (podem vir!) e na opção vermelha (esperem um pouco, ainda estou com a boca cheia). Então, tente dosar entre o verde e o vermelho, senão seu prato vai virar uma amontoado de carnes e os garçons vão aparecer de cinco em cinco minutos para te infernizar.
– Deixe as carnes estranhas para os outros freqüentadores do restaurante. Prefira a picanha, costelinha, baby beef e, para quem gosta, o coração de galinha.
-Quando o garçom quiser ficar te entupindo de bebidas (quase todas caríssimas), fale pra ele esperar um pouco, que você pede. Senão, no fim você vai ter bebido cinco Coca-Colas.    – Se você não agüentar mais comer, respire um pouco, dê uma volta e coma mais. Afinal, rodízio é pra isso.
– E quando vierem te oferecer a sobremesa, recuse! Que nem o aperitivo, as sobremesas de churrascarias são ruins e carésimas. Prefiras as balas de menta cortesia da casa.
–    E só volte depois de um ano! Afinal, você vai ficar uns três dias sem comer e vai se arrepender muito!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s