Ser chefe é um saco

Ainda mais se você tiver que fazer cursos do RH!Quando você começa a trabalhar, sempre fica pensando em quanto tempo vai demorar para ser o chefe. Imaginando como vai ser bem melhor do que ser estagiário, do que ser o pau mandado, do que ser a pessoa que faz plantão no fim de semana. E o tempo passa. E você não vira chefe. E continua sonhando.”
Até que um dia acontece. Seu chefe te chama e fala que você vai ter uma promoção e vai virar chefe também! Um chefinho, diríamos assim, nada de um grande chefe. Mas mesmo assim você fica super feliz. Afinal, agora você é chefe. E vai poder mandar!
Mas passado o rebuliço inicial, você começa a perceber que a vida do chefe não é tão boa assim. Pensando bem, não é nada boa. Afinal, o seu aumento não foi tanto assim. E você percebe que existem outros chefes ganhando muito mais do que você (apesar dos trabalhos serem praticamente idênticos). Ou seja: a o custo encheção de saco X grana na conta não compensa.
Mas isso nem é o pior da chefice. Uma das coisas mais irritantes é que em sendo chefe, você terá subordinados. Que nem sempre fazem o que você pede para eles. Mesmo que às vezes (só às vezes), você grite! Em certas ocasiões, você pode até mesmo pensar que fala outra língua, um dialeto desconhecido e que as pessoas não entendem o que você está dizendo, mas concordam só para te agradar.
E chefinhos sofrem de um grande mal: são eles que têm o fígado engolido quando alguma coisa dá errada. Afinal, eles são os líderes da equipe. Praticamente um Felipão. E se ficou no zero a zero – ou pior, no 2 X 0 pro time adversário – se prepare que vem chumbo grosso. E se quando você não era chefe, sua responsabilidade era menor, agora, você tem mais responsabilidade. E mais chances de ser demitida também.
Mas uma das coisas mais insuportáveis da vida da chefia é quando você leva um esporro por causa das merdas que os seus funcionários fizeram. Isso é muito desagradável. Afinal, você é chefe. Não babá. E não consegue cuidar 24 horas do que as pessoas fazem. Muito menos das merdas que elas fazem.
Fora os apelidinhos, claro. Porque por mais chefe-bonzinho que você seja, sempre tem alguém para dar um apelidinho ridículo. Que quase nunca você descobre, claro. E que se você é mulher, quase com certeza vai ser a mau comida.
Por isso,  quando você fizer planos para uma carreira gloriosa, pense duas vezes, antes de querer virar chefe. Muitas vezes não vale o quanto pesa.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s