Meu problema de relacionamento com os insetos

Ou: quando um marido realmente faz falta! Depois de destir me relacionar com os seres humanos (mais especificamente, os homens)
pensei que estaria livre de problemas de relacionamento.
Claro, este pensamento estúpido veio antes do meu problema com as formigas. No passado, formigás só atacavam doces. Hoje em dia, as formigas devem ter lido algum livro da Sonia Hirsch e adotaram uma dieta superdiversificada!
Atacam salgados, doces, temperos, azeites. E se atiram nas garrafas de água deixadas fora da geladeira, pois a Carolina Ferraz diz que beber água deixa a pele ótima!
Como o spray de cravo que eu tinha comprado não adiantou muita coisa, resolvi apelar. Consultei o site da Ana Maria Braga em busca de dicas. E fui a farmácia comprar uma seringa – coma qual injetaria detergente no covil das malditas. E eu sabia onde elas
se escondiam, depois de passar uma noite inteira de tocaia sentada na área, observando a movimentação do banda (Sim, podem dizer que eu ando aproveitando mal minhas noites!)
Claro que o homem da farmácia pensou que eu era uma espécie de drogada em heroína.
E claro que eu mesma me senti uma Cristiane F quando, em casa, abri o pacote da seringa. Fiquei com medo de me auto-espetar em algum gesto impensado ou numa falta de coordenação motora. Mas no primeiro jato de detergente que lancei para dentro do formigueiro, várias delas saíra correndo em pânico! Me senti vitoriosa e fui dando várias injetadas nos formigueiros escondidos sob ladrilhos.
Foi aí que percebi algo estranho vindo do lixo da área. Me aproximei e abri o lixo. Gritei em pânico!
Meu marido não veio em meu socorro, até porque não tenho marido.
A cena: algum bicho estranho se aproveitou de um alimento jogado fora no lixo para infestá-lo com ovos estranhos, por todo o saco plástico e inclusive na tampa do lixo. Tá certo, eu esqueci de tirar o lixo! Mas era um lixo que eu nem uso e o alimento deve ter sido desovado pela diarista! Depois de um momento desinfetação – em que eu mesma tive que lidar com este universo horrível dos bichos nojentos – decidi: meu relacionamento com os insetos está completamente desgastado. Nem consegui almoçar direito, o que foi até um pouco bom, pensando pelo lado da minha dieta!
Hum, acho que vou voltar a apostar nos homens!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s