Sexo tântrico dá torcicolo

E vontade de rir ao mesmo tempo!  Um dia sua namorada começa a comentar sobre um cara que está pegando uma amiga sua. Você não perguntou nada a respeito e já nao gosta de ouvir ela falando sobre outro homem. Mas você ouve. Ela diz que a tal amiga está maravilhada porque ele faz sexo tântrico com ela. Parece que o cara fez um curso em Bali. Você gargalha, mas sua gargalhada não encontra eco. Não era uma piada. Sua namorada leva aquilo a sério mesmo! Puta merda!
Como se não bastasse a alta do dólar e o Fluminense se afundando no Brasileirão, você agora vai ter que fazer sexo tântrico com a patroa!  Bom, pelo que consegui apurar, o sexo tântrico surgiu ha mais ou menos uma porrada de anos a.b. (Antes de Hebe) e é parte de uma prática espiritual ancestral  chamada Tantra. Esses praticantes do Tantra viam o sexo como uma dádiva, não como um pecado e pregam que a relação deve envolver mente, corpo e espírito. E em caso de querer se aprofundar nos mistérios do Tantra alheio, é recomendável  envolver o pau numa camisinha também.
Com o sexo tântrico, o casal procura se concentar mais em aproveitar a intimidade, ao invés de querer chegar logo ao orgasmo. Eles também são encorajados a olhar profundamente nos olhos um do outro a fim de sintonizar as almas. Tipo um jogo do sério,  só que se você cair na gargalhada, vai lhe custar alguns dias de discussão de relacionamento.
Existem exercicíos tântricos que visam libertar sua mente de pensamentos mudanos para se entregar totalmente ao sexo. Pois é, pensamentos mundanos que não são de ordem sexual também é novidade pra mim. Você tem que elevar a consciência cósmica e não só o pau.
Para se atingir o nirvana orgásmico, você tem de  fazer uns excercícios respiratórios para que a energia  possa fluir com maior intensidade no seu corpo – nada a ver com ficar ofegando que nem uma hiena tarada no ouvido da parceira – e uns contorcionismos que visam alinhar os chakras dos pombinhos. Tudo isso sem rir.
Dizem que o sexo tântrico permite ao homem que ele goze várias vezes sem ejacular, o que economiza camisinhas em tempos de crise. Que o orgasmo torna- se uma sensação lacinante, que percorre o corpo todo- como quando colocam um cubo de gelo dentro da sua cueca, eu imagino – e que a trepada se estende por horas e horas. Em uma suruba tântrica, você pode pedir liçenca pra  deixar o feijão de molho, ir ler Guerra e Paz  e Chatô e rever a primeira temporada inteira de Arquivo X e Apocalypse Now versão redux, que quando voltar, o pessoal ainda vai estar nas preliminares.
Eu não sei se isso isso tudo procede, mas posso atestar que os poderes do Tantra funcionam. É só chegar passando esse xaveco tântrico
que as meninas ficam logo interessadas em experimentar!  Curso em Bali….hmpf!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s