Pelo fim dos homens bons partidos!

Quem aqui quer casar com um homem bom e sem vícios? Os nossos familiares vão ter que aguentar mais essa declaração. Mas queremos deixar claro que não vamos (provavelmente) casar com um médico, com alguém que tenha apartamento próprio, família agregada, bom currículo social, nunca beba e não tenha vícios. ”
Ou seja: nunca vamos casar com um chato. E o provável é que a gente nem case, porque casamento chato ninguém aqui quer.
Nunca vamos arrumar um bom partido. Mas a verdade é que a gente não quer esse tipo de bom partido que vocês provavelmente ainda desejam para a gente. Estamos pouco nos fodendo para o bom partido (e vamos continuar falando e escrevendo palavrão).
Ontem, em um almoço com um amigo, eu disse que talvez um dia eu acabasse namorando um homem bem mais jovem que eu que não tenha vícios (no caso, os dogmas machistas desses caras aí). O amigo surtou: como assim? sustentar homem? Não pode! Ele acha que eu preciso de um bom partido.
Eu também acho. Acontece que eu trabalho tanto que posso me dar ao luxo de investir meu tempo e meu dinheiro (se for o caso) em um cara talentoso, de bom coração, que não seja médico, não tenha apartamento próprio nem herança. E ainda guarde alguns vícios.
Bom partido, para mim, é gente de bom coração, inteligente, de alma punk e tatuagem boa (tuuudo bem, nem precisa ter tatuagem boa). Mas é uma lista de exigências bem extensa e que não cabe ser explicitada aqui. Hello! Isso aqui não é um classificado sentimental.E eu não estou procurando um bom partido!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s