O que fazer com um homem que veio sem bula?

E que nem frequenta o mesmo mundo que o seu… Acostumada há homens que vêm com bula completa, a moça em fúria leva um susto
Quando se depara com um que não veio com aquele papelzinho escrito dentro da embalagem. Ele não freqüenta os mesmos lugares que ela _que nem sabe onde ele vai. Não é daquele clã onde no fundo nos achamos um pouco iguais. Ele não é de nenhuma TV moderninha, nem de revista moderninha, nem amigo da galera do clubinho que ela freqüenta e é aceita como sócia.
Não disseram que ele é canalha, nem que ele é tudo. Já pensou na dificuldade que é conhecer alguém que não é do seu mundo? Aí ela percebe que vive dentro de um mundinho, sim. E que adoro isso. Mas, e agora? O que fazer com um homem sem bula, que não é do seu mundinho mas que te aceita, pelo jeito, de alguma maneira. E nem parece ser um narcisita da pista. Inclusive porque vocês resolveram sair para conversar: em um lugar sem platéia. Ninguém viu. Ninguém sabe. Tanto que ela decidiu escrever em terceira pessoa.
E aí ela descobre que está conhecendo uma pessoa. Toda uma história da qual não faz parte. E nenhum amigo dela faz parte! E agora? Sem bula na mão… só resta olhar no olho do estranho. E liberar o mosh. Que ele nem sabe o que é. Porque o cara é tão de outro mundo que nunca leu esse site…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s