Como não virar uma mulher amarga

O risco das mulheres inteligentes e solteiras. Poupe-me da amargura, o derradeiro ácido cítrico pervertido a correr nas veias das mulheres solteiras inteligentes e sozinhas””. ”

Sylvia Plath

Eu acredito em sinais literários do além. Na hora em que um ex-pretê que eu acho bem pior que eu (sim, a gente é um lixo mesmo) disse que tinha arrumado uma namorada (duas semanas depois de me dispensar dizendo que não estava em um bom momento) eu abri um livro. E dei de cara com a epígrafe que abre esse texto. Poupe-me da amargura!
E como não ficar amarga quando o mundo desiste de te achar gostosa? Ou quando você acha que o mundo deixou de te achar gostosa?

1-    Ligue para amigos maravilhosos, bofes e sedutores. Repita para eles que você está se achando uma baranga. Se eles forem maravilhosos como os meus amigos, vão falar que você não é baranga, muito pelo contrário. Você é uma delícia. Faça com que eles repitam essa palavra váaarias vezes.
2-    Ligue para a melhor amiga. E ouça ela te falar: não pensa.
3-    Saia (se conseguir). E saia linda. Boa, gostosa, maqueada, de calça da Gang.
4-    Leia os diários de Sylvia Plath, mas lembre que ela não se suicidou porque era baranga, mas porque era esquisofrênica. Inclusive, ela era linda. Linda e poeta.
5-    E se for o caso… chore!  Mas linda. E nunca amarga.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s