O mundo que deixaremos para nossos filhos

Se tivermos coragem de tê-los!”” O cachorro-do-mato-boto foi um dos únicos sobreviventes da região do Mediterrâneo.”
O índice de salinidade é enorme e o cachorro do mato boto só sobrevive
porque tem guelras capazes de filtrar a água. A Mongólia passa a ser habitada apenas por moscas. E o que hoje conhecemos como Oceano Atlântico “se transformará num verdadeiro pântano habitado por orcas-piranha.”””

Nada mais depressivo do que ficar em casa na noite de domingo. E as noites de domingo andam mais depressivas do que nunca por causa
de um quadro científico que é exibido na televisão e que mostra o futuro
do planeta. Enquanto você está se culpando porque não aproveitou o fim de semana como devia,
fica sabendo que a humanidade está com seus dias contados. Mas as baratas vão sobreviver. É pior até que ouvir futebol no rádio.
Os cientistas – pelo menos os desta série – acreditam que, no futuro,
só animais capazes de enfrentar as adversidades sobreviverão.
“Os humanos não estão na lista dos capazes.
A gente não é capaz nem de fazer regime e nem de pagar conta de luz sem multa, quiça sobreviver a tempestades de areia. Na lista também não há nenhum outro animal que” você conheça, a não ser as moscas.
Então é isso: as moscas e as baratas vão dominar a Terra ao lado de bichos estranhos. A morsa-cachorro, o tatu-porco, o lagarto do Kremilin e o sapo-com-ventosas do México. Todos conseguirão se manter vivos com recursos nojentos: através de seus bigodes pegajosos que agarram o alimento ou vomitando nos filhotes para protegê-los do tucano-aci-zebrado.
Um mundo estranho. Tudo bem que é uma invenção em computação gráfica. Mas você fica pensando que talvez seja melhor viver la vida loca ao invés de se preocupar com o futuro. Que a deus pertence. A deus e ao camelo-anão-iguana da Pérsia. O futuro não é seu.
A série é baseada em hipóteses. Algo que só se concretizará em cinco bilhões de anos. E – mesmo com o botox e com a clonagem de células tronco – você estará bem morta quando este dia chegar. E seu filho, seus netos e os netos de seus netos. Mas é triste, assim mesmo.
Será que vale a pena ter filhos já que “o mundo vai ser dominado pelo pelicano-dentado-da-Malásia? Ah, como é confortador encontrar novas desculpas para adiar a maternidade!”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s