Calma não!

Como agir em caso de contato direto com uma moça em fúria. Tem dias em que você quer gritar. Bem alto. Mas você tem motivos para isso, não é apenas um grito primal para liberar a raiva interior. Você também não está com TPM. O lance é que realmente te deixaram com raiva.
Só que no mundo de hoje, ficar com raiva, nervosa não pode mais. Fica calma, não se estressa, diz alguém do seu trabalho que senta perto de você. Calma não!, dá vontade de dizer para o intrujão. Você não sabe qual é o meu problema, não venha se meter onde não foi chamado. Aliás, eu queria mesmo falar algumas coisinhas que acho que você está fazendo errado…e sobrou pro intrujão.
O melhor de ficar nervosa é poder falar certas coisas que você quis e sempre se controlou para não falar. Porque uma mulher nervosa, descompensada pode ser muito língua solta, como todos sabem. Um verdadeiro perigo. Por isso, antes de pisar nos calos de uma, faça uma avaliação e veja se realmente vale à pena contrariá-la.
E você, que está vendo uma moça muito nervosa ao seu lado, segure o seu ímpeto em acalmá-la. Fique na sua e não saia falando Calma. Se ela está nervosa, algum motivo tem. E que eu saiba, falar calma, nunca acalmou ninguém.
Porque raiva é assim. Dá e passa. Um dia de manhã, você acorda, vê as coisas por um outro ângulo e tudo se acalma. Mas isso pode demorar. Então, calma você, que está do lado de uma moça em fúria!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s