A lenda do supermercado barato

Quando você não quer ser chamada de otária. Todo mundo já foi perseguido, uma vez na vida, pela lenda no supermercado barato. É assim: você acha que não dá mais para ser uma pequena burguesa que compra num supermercado hype na esquina da sua casa. Sim, lá tem produtos importados, croissant de chocolate e atores globais. Mas – diz a lenda – no mercado popular do outro bairro tudo absurdamente mais em conta. E todo vez que você vai no superhype é assombrada por um único pensamento: você está fazendo papel de otária.
“Quando eu era criança, vivíamos na horrenda era do “”dragão da inflação”” Quando meus pais recebiam o salário, iam correndo para  o supermercado fazer as compras do mês. A minha família se despencava para uma cooperativa do outro lado da cidade que tinha preços ótimos e filas gigantes. Daí você cresce e – mesmo sem ter ganhado no Toto Bola – começa  a fazer compras do mês em postos de conveniência que cobram os tubos.  O papel higiênico vem com um brinde. Um adesivo para você colocar nas costas:  “”chute-me, sou um idiota””. A gota d´água. Você faz compras no superhype na véspera do feriado e a confusão é tamanha que uma perua se desespera e diz estar se sentindo “”na Índia””. Você tem vontade de gritar de ódio ali mesmo, na sessão que queijos suíços. ”
E a lenda do supermercado barato começa a ter perseguir. Até que um dia você acorda… totalmente obcecada! Uma colega te chama para ir na praia mas você diz que não. Tem um programa bem melhor. Ir no Superbaratão! Mantra para sua tarde de compras: não se irritar jamais. Porque é cheio, menos fofo e com produtos bizarros. Não tem o croissant de chocolate mas, em compensação, existem marcas que você nem sabia que existiam. E que, claro, você não pretende comprar.
“Começo me sentir a própria fiscal do Sarney lutando contra o ágio da carne. O carrinho vai lotando. Parece que estou me preparando para uma grande catástrofe, armazenando mantimentos. Mas o melhor são as promoções relâmpago. Um senhor anuncia, num microfone, grandes ofertas que duram apenas dois minutos. E todos vão correndo com seus carrinhos até a gôndola sorteada. Tipo uma gincana. Claro que só são ofertados produtos desconhecidos tipo refrigerante Bola-Cola. Querem saber? É 10% mais barato. Me dei ao trabaho de comparar todos os preços. E talvez nem valha taaaaaaaaaanto a pena, só para as grandes compras de mês. Mas, pelo menos, não precisarei mais usar a etiqueta “”chute-me, sou otário””. “

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s