O porquê da fofoca

Outro dia uma amiga me contou que um amigo dela tinha contado que o amigo dele tinha contado que a amiga dele tinha contado que ia dar um pé na bunda do namorado. Porque o namorado estava vacilando.
E o pior: eu conheço o namorado.
E o mais terrível de tudo:o namorado não sabia que estava prestes a ser chutado. Enquanto eu, que não tenho nada a ver com o casal – na verdade, eles são meros conhecidos –  já sabia do fim do caso. Antes dele.
E quem é que nunca, inescrupulosamente, contou  para os amigos coisas que não eram da sua conta? Talvez, pelo simples prazer de divulgar uma informação privilegiada. Sim, isso é feio. Eu já fiz. Você também?
Antes de ter a audácia hipócrita de fazer um manifesto contra a fofoca, fico pensando no porquê desta necessidade absurda de nos certificarmos de que todo mundo tem problema. E que nenhuma relação é perfeita. E que não é apenas a nossa vida que desanda de vez em quando. Porque… você não sabe o que eu fiquei sabendo!  Temos esse prazer secreto quando vemos o circo pegar fogo. Queremos ser assessores de imprensa da desgraça alheia.
Que péssimo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s