A desilusão com a humanidade

Meu primeiro Dia das Mães
Tem alguns momentos em que você é tomada por uma desilusão incrível pela humanidade. Lógico que foi uma pessoa específica da humanidade que te decepcionou. Mas daí você acha que o resto da humanidade também é assim.
Porque algumas coisas são simples. Você combina com alguém e espera que se  faça o combinado. Lógico que nem sempre é fácil, mas espera que adultos estejam preparados para decepções e fases ruins. E de repente, não tem nada mais combinado. Tchau, agora quero outra coisa. Fácil assim.
Mas os homens são adolescentes até os 35 anos, diz o médico homeopata. 35?! Nossa, eu mal me lembro da minha adolescência.
E o seu mundo fica negro. Por causa de uma adolescência tardia e um pacto destruído. Não cinza, mas negro. Negríssimo. Você pensa em fugir. Mudar de cidade. Mudar de trabalho, de amigos, de galáxia. Mudar de pele.
E aí? Daí o bebê chora. E depois dá uma risadinha. E você percebe que você não pode fugir mais. Nem mudar de pele. No máximo de cabelo, caso você consiga arranjar algum horário para o cabeleireiro.
Felix Dia das Mães.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s