Toddynho, coffe and cigarrets

E porque não dá para se contentar com Granola? Granola é o fim.”” “”Não, granola não dá””. Os dois amigos provam que são meus parceiros de alma quando proferem essas frases que vêm acalentar meu coração. Somos não saudáveis. Mas sempre é bom encontrar, na hora em que nos sentimos escória, a paridade neles. Algum amigo é como eu. Já passei dos 30, ainda preciso de amigos como eu. ”
Eu sei que a diferença é boa.
Eu tenho amigos diferentes de mim.
Eu namoro um homem diferente de mim, porque ele é homem, inclusive.
“Mas me enchi de alegria na hora em que a amiga disse que, como eu, nunca tinha comprado fruta para a casa dela. “”Puxa, querida, que bom que você também é assim””.”    ” “”Abacaxi eu gosto””, diz o amigo. “”Mas você vai lá, compra um abacaxi e descasca?””, perguntei assustada. “”Não, eu compro suco de caixinha””. “”Que bom, assim eu também faço””. ”
O fato é que descascamos muitos abacaxis na vida. No sentido figurado.
Descascamos abacaxis no trabalho, no amor. A vida é mesmo um abacaxi.
Por isso precisamos de Daneetes, batatas fritas de saquinho e café não orgânico. E de cigarro.
“A vida é muito dura para a gente se contentar com granola. No sentido real e no sentido figurado. Precisamos de um acalento a mais. Coffe and Cigarrets, um Toddyinho, uma tristeza.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s