O garoto criado a pão-de-ló

Conheci um desses. Foi um amor de minutos
“De longe ele parecia um maluco sozinho na praia naquele dia de chuva. “”Olha lá um maluco sozinho na praia num dia de chuva””, eu disse para ela. Eu também estava na praia naquela tarde fria, mas pelo menos estava acompanhada. Duas pessoas na praia numa tarde fria nunca são consideradas loucas, apenas excêntricas. ”
Ela disse que não, ele não era louco. Era conhecido e, aliás, diziam ser gênio desses inteligentíssimos maravilhosos e tudo-de-bom disputados a tapas, dedo no olho e golpes de garrafa por agências de publicidade.
Ela gritou seu nome.
Ele acenou sem graça.
Nos aproximamos. De perto ele também parecia um louco. A barba por fazer, a roupa meio descombinada. Do seu lado, um embrulho prateado. Disse que era um bolo. Tipo pão-de-ló, um presente da avó.
Algumas pessoas passam tardes de chuva correndo pela praia com os amigos. Outras, levam seu pão-de-ló de estimação para passear nestes dias melancólicos. Segurava uma máquina fotográfica de papelão, que ele mesmo tinha feito. Tirava fotos dos garis. Genial. Logo o louco estranho foi alçado à categoria de melhor homem na face do Google Earth.
Depois de muitos sujinhos, garotos problemáticos abandonados na tenra infância – desses que quando enchem a cara fazem um bando de merda e depois choram e se proclamam loosers –  eu estava na frente de um novo exemplar da raça masculina: o famoso garoto criado a pão-de-ló pela avózinha. Junto iríamos ter filhos que cresceriam a base de petit-fous e leite de cabra.
Minha namorada mora em Minas Gerais, ele disse. Essa foi a penúltima frase do garoto-pão-de-ló, minutos antes dele se perder pelos quarteirões do bairro de mãos dadas com o seu pão-de-ló preferido.
“A última foi “”adeus””. Quer dizer, o que ele disse mesmo foi “”tchau””. Mas “”adeus”” dá um tom dramático. Adeus, garoto pão-de-ló. Adeus! ”
E cuidado para não pegar friagem!!!!!!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s