Porque o mundo da moda tira demônios das pessoas

Ou como acabar com uma dor de cotovelo em dez dias. Essa receita é infalível, meninas! Eu juro. Quer curar um coração partido? Não é preciso entrar em nenhuma seita religiosa nem fazer macumba. Quer esquecer alguém? Simples, trabalhe em um evento de moda. ”
Pode ser a feira de moda do Macapá, a Macaé Fashion Week, qualquer coisa. o importante é que você trabalhe.
Estar, a trabalho, em um evento de moda, é tipo uma peregrinação a meca, uma viagem ao Tibet. Ou seja, uma maneira de não pensar em nada. Quer dizer, a gente pensa, e pensa coisas básicas, tipo aquelas que o Paulo Coelho pensa quando faz aquele caminho dele para a Compostela.
“Pensamos em necessidades básicas, do estilo: “”o que comer?””, “”como não desmaiar””, “”o que fazer com a minha dor nos pés?”””” Onde fazer xixi””.”
O resto do tempo é gasto com outras questões básicas de sobrevivência (nesse caso, no mundo da moda).
“Onde eu vou sentar? “”Como eu vou entrar sem convite?”” “”Será que o Vitor Angelo vai sentar do meu lado e a gente vai rir?”” “”Será que eu estou despenteada DEMAIS.”” “”Será que eu vou conseguir cadeira e computador na sala de imprensa. ”
Depois dessas, meus amigos, nada de coração partido. Você simplesmente esquece que a pessoa existe (e também que o mundo existe). É melhor que aquele método sinistro do filme amnésia. Eu garanto. Está provado.
“Namorado? Quem? Quando? O que, ai, meu deus, que roupa eu vou colocar amanhã? E o que eu vou comer lá?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s