Marilyn Ramos

Você olha pela janela, faz um dia de sol seco. Nenhuma brisa. Nenhuma, absolutamente nenhuma.
Sua missão: atravessar a rua para ir até à padaria tomar um café com pão.
Quando você coloca o pé na calçada, começa o vento. Vento não, vendaval. Nem a metereologia explica. Vento doido. Tornado. Quase um furacão. Bem ali no Brasil, o país onde “não tem desastres naturais, não tem terremoto, nem maremoto, vulcão”.
Mas o vento quase te leva. E você, de vestidinho, fica meio Marilyn Monroe. Na verdade, você fica meio Lilian Ramos.

Por que será que sempre venta quando você resolve dar uma saidinha sem calcinha?

(por Jô Hallack)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s