O anjo, o diabo e um vírus

Era uma tarde entediante de trabalho qualquer. Até que aparece uma mensagem no MSN, vinda de uma colega de trabalho: clique aqui e descubra quem te bloqueou no messanger. Bem, era uma tarde entediante de trabalho, uma quarta-feira qualquer. Na minha cabeça, o anjinho e o diabinho começaram a travar aquela velha disputa.

Anjinho: “Isso é vírus, não pense em abrir”

Diabinho: “Vai que é verdade”

Anjinho: “E do que vai servir uma coisa dessas, além de infectar o seu computador?”

Diabinho: “Qualquer informação, mesmo do mal, que me tire do tédio já tá valendo. Dane-se infectar o meu computador.”

Pronto.

Vitória do diabinho, claro. Cliquei nervosamente. E o que apareceu? Todos os meus contatos do msn, que agora devem ter sido haqueados e podem ser usado por bandidos. E estava lá, sim, algumas pessoas bloqueadas, mas que, pelo que me lembro, fui eu quem bloquei. E se não foi, me digam, que diferença faz? Nenhuma, queridos, nenhuma.

Em seguida, todos os meus contatos começaram a falar comigo. Tinha gente com quem eu nunca falo que ficou animada porque eu, que sou uma grossa e não falo com quase ninguém, tinha dado o ar da minha graça. Sim, claro que era um vírus. Todos os meus contatos receberam a mesma mensagem. E, ao mesmo tempo, comecei a receber a mensagem de novo, de pessoas que também deixaram o diabo vencer e abriram a porcaria do link.

Meu primo Fabinho, uma pessoa séria que trabalha em uma multinacional no México manda um e-mail desesperado. Tinha aberto (é de família) e sido alvo de uma maldição pior que a minha: ficou com TODOS os contatos bloqueados no MSN, muitos de trabalho. E trabalho sério. Não esses trabalhos que eu faço, onde as pessoas até riem por eu ser lesada.

Era uma tarde de trabalho entediante, uma quarta-feira qualquer.

E continou sendo uma tarde de trabalho entediante.

Mas nem me arrependo. Acho que o demônio tem lá suas razões. É compreensível que a gente tente qualquer coisa quando está entediado. Mesmo que seja infectado depois. E, o pior, infecte outras pessoas. Mas tudo bem, elas deviam estar entediadas também.

(Por Nina Lemos)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s