Valeu, taxista!

Eu e a amiga reclamamos da vida dentro do táxi. E também contamos dramas de outras amigas. Nada sério, mas sério de alguma forma, vocês me entendem. Falamos muito e sem parar. Até que o taxista olha para a gente e diz: “olha ali fora, aquela moça também parece que está com problemas.”

E lá está, no ponto de ônibus, uma mulher bonita (E MAIS PATRICINHA QUE EU, NO SENTIDO ECONÔMICO DO TERMO, DAVA PARA VER PELA ROUPA DELA). Com cara de DESESPERADA. Ao lado dela tem um mendigo e ela olha para o além.

Sábio, o mano taxista. Depois que olhei para a cara da moça lembrei que eu não estava com problema algum!

(Nina Lemos)

PS. ALGUMAS MUDANÇAS FORAM FEITAS PORQUE NAO ESTAVA CLARO. EU NAO OLHEI PARA O LADO E VI UMA PESSOA FERRADA DE GRANA E POR ISSO PENSEI QUE NÃO TINHA PROBLEMAS.NÃO FUNCIONO DE MANEIRA TÃO ÓBVIA, INFELIZEMNTE…

(por Nina Lemos)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s