A hidroginástica da terceira idade

Nunca fui muita boa com ligamentos. Já arrebentei do joelho, do tornozelo, do pulso…e isso que não sou nenhuma atleta. Atualmente, um desses ligamentos rompidos me impede de fazer exercícios físicos. Mas uma hidroginástica para a terceira idade não faria mal, eu pensei.

E lá vou eu, fazer aulas com uma turma em que a idade média gira em torno de 80 anos. “Mas aquela aluna nem parece que tem 83”, comenta a professora. E dá-lhe exercícios aquáticos bem suaves. Eu me achando, afinal estava indo super bem entre as alunas. “Hoje vai ter festa de 81 de uma das alunas”, avisou a professora.

Comecei a ficar meio deprimida. Minhas colegas de classe tem quase 3 vezes a minha idade. E dá-lhe exercícios ao som de Ivete Sangalo. Mas as aulas começam a dar resultado. E eu me sentindo bem disposta e mais em forma, resolvo jogar basquete.

Sim, basquete.

Não era uma partida normal. Era apenas um 21. Ou seja: quem fizer 21 pontos primeiro ganha. Só dois jogadores e um pequeno gandula. Ganhei a primeira. Perdi a segunda.

“Agora minhas colega da hidro vão ver”, penso eu, no auge da serotonina do exercício físico.

Até o dia seguinte, quando não consigo mais mexer meus braços, nem minhas pernas. E provavelmente terei que faltar a hidro. droga.

(por Raq Affonso)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s