A mulher mais livre e independente que ele conhece

_ Você é a mulher mais independente e livre que eu conheço

Meu amigo disse isso e eu concordei. Sim, eu vou lá e resolvo, pensei. Depois que demiti o Jim Jarmush, o Kafka decidiu roteirizar a minha vida. E o que aconteceu? Depois de parar no Serasa com um cheque de R$17, descubro que é impossível tirar segunda via de passaporte hoje no Brasil.

Mas não pra mim, porque eu sou a mulher mais independente e livre que ele conhece. Então, vou resolver o problema do passaporte que me permitirá fazer uma viagem com o dinheiro que É MEU, sozinha, para o lugar que EU ESCOLHI, para ficar na hospedada na casa de pessoas que EU ADORO. Nenhuma interferência. Ninguém pegando no meu pé.

Pego sozinha um táxi para Barueri, porque, claro, eu não preciso de gente me escoltando. Só de uns amigos para desabafar no telefone. Eu não sou aquele tipo de mulher que liga para um ex e pede para ele ir com ela comprar um carro porque ela não sabe fazer isso sozinha. Não sou assim. Mesmo. E combino um preço com o taxista. E resolvo TUDO SOZINHA.

Até que entro na PF para tirar o maldito passaporte, lá em Alphaville, lá na puta que o pariu, a léguas e léguas do meu lar e da minha segurança e do meu computador. E a mulher diz: “O seu RG está com uma parte aberta, você vai ter que ir até o Poupa Tempo tirar outro”. Escuta, eu já estava na puta que o pariu e teria que voltar mais léguas e léguas. E pegar mais uma fila gigantesca. E depois pegar outro táxi e gastar a maior grana para voltar até a puta que o pariu. O problema que eu resolveria sozinha de repente virou uma coisa sem solução.

E o que a mulher mais livre e independente que ele conhece fez nessa hora? Chorou. Chorou muito. E ligou para a mãe chorando. E passou o resto do dia chorando. E de noite ligou para um ex.

Detalhe que talvez faça a diferença. Eu liguei para o ex, perguntei se estava tudo bem, chamei para um café um dia desses mas não pedi ajuda. Nem contei a saga que conto aqui.

Se eu não fosse a mulher mais livre e independente que ele conhece, teria pedido ajuda, assim como as mulheres que ligam para ex e pedem pra ele comprar um carro com ela. Mas eu não sou assim

E às vezes acho isso uma merda.

(por Nina Lemos)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s