O policial melancólico

Ele veio dançando para o meu lado em um bar gótico. Estava meio maquiado e dançava daquele jeito que a gente dançava nos anos 80. Só que isso aconteceu semana passada. Ele veio me pedir um cigarro e puxou conversa no bar gótico. Tinha os cabelos em pé. Conversamos no bar gótico. Ele não quis me falar logo do que vivia. Ele é italiano, isso eu sabia. E logo saberia também que o menino que puxou assunto no bar gótico era um… policial!

Sim, eu conheci um policial em um bar gótico. E ele gosta do que faz, rondas ali, em volta do Coliseu. De noite, sai e dança The Cure e Smiths. Uma vez o policial gótico foi a uma cartomante que disse: “sua vida não vai ser muito boa”. Ele acredita um pouco nisso. O policial gótico pede que eu escreva sobre ele. “Já que você escreve vai ter que contar que conheceu um policial neo romantic e melancólico”.

Sim, menino que me deu uma pulseira de presente antes mesmo de me beijar, “para que você lembre de mim para sempre, escrevi sobre você. Com certeza eu nunca te verei de novo. Provalvelmente nunca irei a Roma e não tenho seu número nem o seu e-mail. E esqueci seu sobrenome. Mas me lembro de você. E sempre contarei que um dia conheci um policial italiano melancólico em um bar gótico. E que ele me deu um presente.

(por Nina Lemos)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s