Desculpas para a compra (ou às vezes eu surto mesmo)

_É. eu preciso mesmo comprar esse vestido, preciso. É uma compra super útil. Por quê? Oras, pros lançamentos dos meus livros. Se já estão prontos? Bem, o do 02 Neuronio sim. Quer dizer, já mandamos o texto pra editora. O romance eu tenho que entregar até o final do mês. Mas escuta, já estamos no final do mês.

Sim, e ao invés de ficar em casa e acabar, fui lá e comprei um vestido caro para o lançamento do romance que ainda não entreguei. Por que eu fiz isso, heim? Oras, porque estou morrendo de medo de acabar o romance, aí tive a idéia de comprar o vestido pro lançamento do livro que ainda não está pronto. Uma idéia, assim, nossa, incrível. Pior. A loja tinha uma promoção bizarra. Descobri que a grana que gastaria com o vestido poderia ser revertida em outras roupas que somassem o mesmo valor. “Pague e leve em dobro”. Ou seja, um passaporte para a loucura humana que se manifesta em surtos de descontroles por peças do Alexandre Herchcovitch.

_Você precisa levar essa calça, Nina. É a calça mais incrível de todos os tempos e ela só fica boa em você. Em mais ninguém. E se você levar o vestido, que é uma peça que você precisa comprar por necessidade, ela vai sair de graça. Sim. E ainda vai dar para levar aquela blusinha.

Claro. Saí da loja com o vestido, a calça e a blusinha. E ainda fiz um desfile particular para amigos com as peças em casa.

Como diria o Tatá, às vezes eu surto MESMO.

(Nina Lemos)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s