Irmãs (poeminha em construção)

Era uma vez duas irmãs.
“Mas e se” e “será que se”
A elas, tinha apego
Conheci-as desde cedo

“E se” não fazia nada
Ficava pensando sempre
Em como o mundo seria
Se o que estava sendo
Fosse diferente

“Será que se” só chorava.
Era muito arrependida
Imaginava com as coisas teriam sido
se ela tivesse outra vida

Ficavam as duas em casa,
trancadas no próprio quarto
E morreram de velhice
Na companhia de um rato

(Jô Hallack)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s