O trauma da festa de 15 anos

Alguns traumas nunca cicatrizam. Ficam ali, escondidos, esperando a ocasião de voltarem com tudo. É o caso do trauma das festas de 15 anos, um trauma fútil, mas nem por isso menos traumático, que acomete as mulheres que, como eu, foram adolescentes lá pelo meio da década de 80, uma época em que estava em voga o traje esporte fino. O pior é que nesse tempo também estava em voga um certo tipo de mãe, a meio intelectual meio de esquerda, que não sabia o que era roupa esporte fino e pensava: “que babaquice burguesa”. Resultado: elas nos convenciam a ir a festas de 15 anos com roupas de malha. E assim criaram um trauma que nunca, nunca cicatriza. “Mas eu pensava que você também achava aquelas festas ridículas e cafonas”, disse minha mãe recentemente, em defesa própria, chocada por saber que eu tinha tal trauma. Eu, que desde a adolescência sempre fui meio intelectual e meio de esquerda com um pensamento fútil desses. Como ela poderia imaginar?

Sim. Trauma. Que volta sempre que aparece uma festa chique. Como esse casamento do amigo querido. “Relaxa que com certeza você vai ser uma das mais bem vestidas”, diz a amiga por telefone tentando me acalmar. E ainda completa: “porque você é elegante sempre”. Tá. Dessa vez o trauma não vai me pegar. Por isso, marco hora no salão. Faço maquiagem e um penteado estilo Amy Winehouse, sapato dourado, carteira dourada. Vestido esvoaçante de seda, viu, de seda. Porque eu não posso ir a um casamento usando um vestido de malha.

Mas por dentro, ele, o trauma, dá seus gritinhos. A menina de 15 anos com roupa errada na festa de 15 anos com traje esporte fino nunca vai embora. Nunca. Sou a própria garota de Rosa Choque. Lembram desse filme?

(Nina Lemos)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s