O dia em que o homem que arruma o computador quis marcar meu casamento

O homem que arruma o meu computador perguntou se eu vou casar. Respondi que não andava pensando nisso. Ele me perguntou se eu vou casar exatamente um dia depois do apartamento onde eu moro sozinha ter sido roubado.

Assim mesmo. Cheguei em casa do Carnaval, botei a chave na fechadura e vi que ela tinha sido arrombada. Tinha perdido dois computadores, um DVD, uma cafeteira e 100 euros. Nâo dormi em casa aquela noite. Sem vontade de conversar, recusei o convite dos amigos e fui para o hotel que fica na minha rua. Também não senti pena de mim. Acordei, chamei o chaveiro, fiz BO, conversei com a síndica do prédio, avisei meus vizinhos. E, 24 horas depois, já tinha comprado (sozinha) um computador novo (no cartão, sem computador eu não trabalho). Resolvi tudo sozinha e não chorei nenhuma vez.

Mas o homem que veio instalar o windows acha que eu eu preciso casar. E depois de dizer isso, caminha para a porta e me avisa, quase dando bronca: “nina, tem uma garrafa de coca cola aqui aberta, assim o gás vai escapar”.

Pensei na hora na reposta que não dei. Não, homem que arruma o meu computador, se for para casar com alguém tipo você, eu não quero MESMO. Depois de fazer tudo isso sozinha e na boa levar bronca porque o gás vai escapar da Coca Cola? Melhor não. Melhor não.

(Nina Lemos)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s