Eu sou o homem caído no seu apartamento, morto, ataque cardíaco fulminante, encontrado dois dias depois
Eu sou a mulher, maquiagem borrada, a mulher que conversa com o seu pedaço de pizza
Eu sou a velha, parada diante da porta dizendo que quem toca a campainha é um fantasma
Eu sou você
Não diga que não. Olhe no espelho e verá que eu sou você

(Jô Hallack)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s