Fragmento (fragmentada)

De vez em quando ela vem, acabando comigo, me puxando, me sugando, me destruindo, mas eu olho para ela e digo, você não vê que eu não percebo você, vai embora, e ela de novo vem no meu ouvido e diz: você não percebe nem você, quem é você? Ai o alçapão abre.

(Jô Hallack)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s