Vamos mexer as cadeiras

A moça foi hostilizada na faculdade por estar com traje indecente. Resolveu processar. Está certa.
O advogado alega que ela sofreu uma angústia desnecessária. Por isso, Geysa quer 1 milhão.

Mas o que mais chama atenção nos autos é alegação do advogado. “A expulsão de maneira pública foi danosa à imagem dela.A nota da Uniban era depreciativa, falava mentiras, dizia que ela rebolava. Foi uma nota ofensiva, caluniosa”, disse o Doutor Melo.

Jaz aqui o rebolado, minha gente, vamos mandar rezar uma missa.
O rebolado acabou e o mundo também

(Jô Hallack)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s