O churrascão, os blasés e os empolgados

Quando eu era criança lembro da indignação dos moradores de Ipanema com uma linha de ônibus que levaria os favelados para a praia. Ainda hoje, discuto com alguns amigos cariocas que, vez ou outra, falam que a praia está cheia de gente feia. Gente feia quer dizer gente pobre. Nunca vi ninguém fazer algo contra essa postura fascista.

Lembrei da praia carioca quando comecei a ficar histérica por causa do Churrascão para Gente Diiferenciada que vai acontecer sábado (não vou explicar o que é porque a coisa ficou tão grande que todo mundo sabe).

Deixo os assuntos normais desse blog para uma comemoração: há tempos não me sentia tão feliz por morar em São Paulo. Os outros que me desculpem (eu nem nasci aqui). Mas as pessoas estão tomando gosto por fazer as coisas, reclamar e ir para rua nessa cidade tão feia. Agora aqui tem até passeata, uma coisa que um monte de gente acha cafona, mas em Berlin acha bonito. Assim como os moradores de Higienópolis não querem o metrô no bairro, mas acham chique o transporte público de Paris.

Não se fala em outra coisa. E, claro, já apareceu a turma que gosta de reclamar (de tudo, sempre). “Como assim eles vão defender os pobres (a tal gente “diferenciada” ), se na verdade são de classe média)”. Bem, porque nem todo mundo pensa só no próprio umbigo, certo.

Acho que a cidade vive uma fase ótima, apesar do prefeito. Mas, claro, em São Paulo ainda existe a turma da Vila Blaselândia. “Ah, nossa, jura que vocês vão fazer isso”. E a turma do deixa disso, em geral integrante da turma blasé. “Ai, vocês inventam cada coisa”.

Eu não sou blasé. Sou da turma que se empolga. Com tudo, sempre. O que pode ser um problema, claro. Muitas vezes quebro a cara. Mas não quero mudar, não. Quero mais é botar meu bloco na rua. E não perder o churrascão por nada. Que bom que a minha turma só cresce. Quanto aos blasés, ah, acho que vocês perdem boa parte da diversão. Mas isso é só o que eu acho. Problema meu. Desde que vocês não venham diminuir a histeria dessa orgulhosa integrante da turma dos empolgados, claro.(Nina Lemos)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s